quarta-feira, 28 de abril de 2010

Passeio à Agricola da Ilha

Com o objetivo de proporcionar às crianças maiores espaços naturais para sua exploração e para ampliar suas possibilidades de apredizagem a respeito do meio ambiente, no mês de abril todas as crianças do CEI visitaram em momentos distintos, a Agrícola da Ilha. Neste local, onde acontece o tradicional Festival dos Hemerocallis, a Monitora Gislaine, com muita simpatia e propriedade explicou às crianças algumas informações importantes sobre aquele ecossistema.
Professoras e crianças ficaram deslumradas com a beleza do lugar. As crianças exploraram a flora, os espaços, os elementos e os animais com muito envolvimento.

Rosani Mari dos Reis - Coordenadora Pedagógica

Parceria Krona



sexta-feira, 23 de abril de 2010

Preparando o terreno...

Com a participação dos pais estamos colocando em prática
a primeira fase do Projeto
Som, Cheiro, Cor e Sabor de Infância.


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Projeto "O Jardim de Monet"

As crianças gostam de explorar e de estar em contato com a natureza, plantas e animais. Por serem naturalmente curiosas, procuram fazer descobertas sobre os acontecimentos do seu redor.

Trabalhar a natureza e seus elementos será um desafio muito grande para a turma do maternal II, porque para montar nosso “ESPAÇO ENCANTADO”, iremos vivenciar muitas experiências que irão marcar a passagem dessas crianças na Educação Infantil no sentido de ampliação de seu conhecimento sobre a vida em comunidade.

Pretendemos com esse projeto despertar a sensibilidade, o respeito ao meio ambiente, a criatividade, o apreço e o interesse das crianças pelas artes plásticas, através de atividades lúdicas e prazerosas, pois de acordo com Lowenfeld (1954, p.9) A felicidade da criança depende principalmente do ambiente em que ela cresce.


Hora Atividade

Joinville, 16 de abril de 2010.


Hora atividade – Educação com qualidade.

O CEI Raio de Sol I situado no bairro Vila Nova foi uma das instituições de Educação Infantil que implantou com sucesso o sistema de hora atividade para seu grupo docente.

As professoras agora têm 20% das suas horas de trabalho reservadas a estudos, pesquisa, planejamento, organização de materiais e avaliação do trabalho educativo. Estes momentos acontecem com a organização de um cronograma no qual uma professora e uma auxiliar de educador volante, passaram a assumir as turmas para que as respectivas professoras possam preparar os planejamentos para as semanas seguintes.

Importante mencionar que a qualidade do trabalho pedagógico só cresceu com esse novo sistema, pois agora com mais tempo para refletir, para avaliar, buscar informações e fundamentações teóricas para seus projetos e criar recursos para suas aulas, às professoras conseguem com certeza aprimorar e dar maiores significados à sua pratica educativa. Além disso, a professora volante também tem sua hora atividade e assim como as outras, busca constantemente subsídios que aperfeiçoem cada vez mais o seu projeto de sala.

Como funciona: As professoras de sala desenvolvem com as crianças projetos educativos distintos, mas que têm em comum o trabalho voltado ao meio ambiente, a arte e a Carta da Terra para as crianças. Nos dias em que está nas salas, a professora volante desenvolve um projeto sobre música onde os princípios do programa “O Caráter Conta” permeiam todas as intervenções. A auxiliar de educadora também aplica este projeto nas turmas que ficam sob sua responsabilidade. E de alguma forma os projetos se complementam.

Registro das professoras:

Para mim tem sido ótimo, pois o planejamento semanal tem apresentado uma seqüência didática mais elaborada. Isso tem me deixado mais tranqüila, pois tendo este planejamento previamente, sei os passos que preciso dar para atingir a aprendizagem da minha turma. Também este momento tem possibilitado a troca de informações e orientações de forma mais direta. Nestes momentos tenho aproveitado para tirar minhas dúvidas com a coordenadora pedagógica, e ela muito tem me ajudado. São dois olhares acerca dos encaminhamentos a serem abordados no processo de aprendizagem das crianças. Isso com certeza gera um equilíbrio pedagógico.


Profª Mikaela Tavares.


É muito bom você poder planejar com tempo, repensar e organizar atividades, preparar materiais sem deixar sua turma ociosa esperando, agora podemos aproveitar melhor o tempo que temos com eles.

Profª Tatatina Joice Schmidt


Fazendo um paralelo com os tempos anteriores, podemos constatar que esta conquista da hora atividade foi um ganho enorme para a Educação Infantil. Tínhamos que levar uma grande parte do trabalho para ser organizado em casa como planejamento, pesquisa, organização de materiais e atividades, registros e avaliações. Muitos problemas de ordem familiar as professoras enfrentaram levando esse volume de trabalho para suas casas, muitas vezes até ficando doentes por não ter um tempo para descansar.
Mas agora com a hora atividade o professor pode se organizar para planejamentos, registros, avaliações, preparação de materiais e atividades. Vejo que a qualidade do trabalho melhorou muito, pois também temos tempo para trocar idéias sanando dúvidas com a coordenadora pedagógica colaborando para um melhor crescimento profissional. Acredito que só tivemos a ganhar, que nosso humor melhorou e a sensação de angústia por não dar conta de tudo está sendo amenizada. Sinto-me mais feliz e tranqüila para executar um trabalho com qualidade e prazer.

Profª Janaina Schluter

A hora atividade foi uma grande conquista e oportunidade para melhorar nosso trabalho. Nesse momento paramos, refletimos, conseguimos preparar e organizar atividades e materiais para nossas crianças e realizar avaliações, registros, pesquisas que só enriquecem nosso repertório de informações, nos deixando mais seguras em relação ao conhecimento a ser compartilhado. Acredito que não só a vida profissional melhorou, mas a pessoal também, visto que conseguimos realizar grandes ações nesse tempo oferecido na unidade, reduzindo o trabalho que fazíamos em casa no qual utilizávamos o nosso tempo de descanso e lazer.

Profª Joseane Helena Schulz

Iniciei este ano como funcionária da PMJ, fiquei muito feliz ao saber que tínhamos direito a hora atividade que com certeza contribui muito para o planejamento, pesquisa , avaliação e registro das atividades com as crianças, contando com o auxilio da coordenadora pedagógica nos orientando, diretamente nesses momentos.


Prof° Juliana Sellmer Vieira

A hora atividade veio para melhorar nosso trabalho, não precisamos levar tanto trabalho para casa. Nestes momentos podemos pesquisar, aperfeiçoar nossos conhecimentos, planejar, registrar, avaliar e organizar materiais. Percebi que meu trabalho ficou mais organizado e neste momento posso contar com a orientação da coordenadora pedagógica enriquecendo os projetos desenvolvidos.

Profª Indiajara S. de Morais Marques

Acredito que a hora atividade foi uma grande conquista e veio beneficiar a todos. Esse é o momento onde podemos planejar, pesquisar e refletir nosso desempenho e a aprendizagem da criança. Lembro-me das dificuldades que encontrávamos para atender um professor, discutirmos sobre o desenvolvimento e aprendizagem das crianças, contávamos apenas com uma aula de educação física de 40 minutos, isso dificultava bastante a realização do trabalho pedagógico. Hoje desempenho a função de professora volante e percebo a necessidade de estarmos planejando no local de trabalho, além de termos o acompanhamento constante da coordenadora pedagógica e troca de idéias, há uma grande diferença em planejar na unidade, pois temos acesso a todos os materiais, livros de pesquisa e didáticos.

Profª Volante Maria Cristina Silva

Comparando os anos anteriores com este, podemos considerar um avanço considerável neste último, pelo fato de podermos dispor da hora atividade. Felizmente aqui no CEI está sendo garantido este período ao professor, onde ele o utiliza para refletir sobre sua prática, pesquisar, planejar, selecionar material, registrar e ainda contar com o apoio da coordenadora pedagógica mais efetivamente.

Percebo claramente que todas as professoras desta unidade utilizam deste momento com muita responsabilidade e empenho e que é incontestável as melhorias trazidas ao professor, pois agora ele já pode diminuir sua ansiedade e também o excesso de trabalho extra classe.
É possível perceber uma melhora no trabalho realizado junto às crianças, mas ainda temos uma longa caminhada e se faz necessário um tempo maior para chegarmos a alguma conclusão.
Vale destacar que esta conquista acima de tudo valoriza nossa profissão por finalmente entenderem que as mudanças sociais deverão acontecer a partir da educação. Sinto-me muito feliz por fazer parte do quadro de professores do município de Joinville, pois este passo importante de valorização ao professor foi dado, deixando clara a busca, de fato, de uma educação de qualidade.

Profª Patrícia Vieira Bitencourt.

Nós profissionais da educação do CEI Municipal Raio de Sol, agradecemos imensamente a esta gestão o olhar que está sendo dado à educação infantil, apesar da resolução n° 2 de 28 de maio de 2009 destacar a importância de dedicar uma parte da jornada de trabalho as atividades de preparação de aulas, avaliação da produção dos alunos , pesquisa..., mas que poderá ser oferecido paulatinamente, esta gestão compreende e valoriza o profissional da educação infantil igual ao do fundamental, valorizando este profissional num todo.
Percebemos a satisfação de nossos professores em serem reconhecidos como profissionais da educação.

Atenciosamente.

A Excelentíssima Secretária da Educação
Sra. Iara Andrade Costa

Projeto Viaje Nessa Aventura Descobrindo o Prazer pela Leitura

Objetivos:

Refletir sobre o papel do professor como leitor para as crianças, analisando a sua pratica em sala de aula.

Possibilitar as crianças maior interesse em ler, oportunizando momentos e recursos onde esta se aproprie da linguagem oral e escrita para ampliar seu vocabulário, imaginação e compreensão, estabelecendo relações com seu modo de pensar e do outro.

Organizar o espaço da biblioteca de maneira atrativa e convidativa para motivar o interesse à leitura.

Dispor de um acervo (história em quadrinhos, literatura infantil, gibis, revistas, enciclopédias etc) envolvendo a comunidade escolar através  de doações e arrecadações, afim de estimular a curiosidade pelos diferentes gêneros.

Tornar a comunidade escolar leitora oportunizando momentos e acesso ao acervo da biblioteca escolar.

Ações:

Reunir a comunidade escolar (pais, crianças, professores, funcionários) para apresentar o projeto.

Reuniões de estudo:
Conteúdos a serem fundamentados:
- Importância da leitura como atividade permanente;
- Ler ou contar histórias;
- Leitura de textos com diferentes gêneros;
- Literatura infantil adequada;
- Poesia, trava-língua, parlendas como oferecer e quando.
- Portadores de texto (livros, gibis, enciclopédias, revistas, jornais) como utilizar estes recursos;
- Intervenção do professor nas atividades de leitura.

O Espaço (Sala de leitura)
- Organização;
- Como utilizar este espaço;
- O papel do professor no espaço da sala de leitura como incentivados à leitura;
- Acervo de livros de literatura infantil e adulta;
- Ter momentos de contos e recontos.


Empréstimo

- Seleção de livro para empréstimo com qualidade;
- Cuidados com o manuseio;
- O papel da família;
- Garantia do acesso aos livros para toda comunidade leitora;
- Patrocínios / Parcerias;
- Buscar patrocínio para ampliar o acervo;
- Buscar parcerias para contação, leitura, teatro, cinema e outros. (SESC, ônibus da leitura, biblioteca municipal, etc);
- Buscar parcerias com palestantes sobre a leitura.


quarta-feira, 14 de abril de 2010

Projeto de Música e Valores

        A música é a linguagem que se traduz em formas sonoras capazes de expressar e comunicar sensações, sentimentos por meio da organização e relacionamento expressivo entre o som e o silêncio. A música está presente em todas as culturas e nas mais diversas situações: Festas, educação, manifestações políticas, nas brincadeiras, na arte, na afetividade entre a mãe e o bebê, etc.
      Partindo desse pressuposto, e da necessidade de trabalhar com a criança a afetividade, os valores éticos e outras atitudes de bem viver em comunidade, elaboramos um projeto cuja a abordagem será a exploração dos elementos de músicas diversas, trazidas de culturas variadas. Para que a criança além de explorar a própria expressividade possa conhecer a diversidade de sons e ritmos produzidos culturalmente.


Lançamento de Revista...

       No dia 09/04/2010 aconteceu durante a  Feira do Livro, o Lançamento da Revista "Experiências do Cotidiano na Educação Infantil em Joinville - 2009", que contou com a publicação de um Projeto de nossa Coordenadora Pedagógica Rosane Mari do Reis, assim como a impressão na capa de trás de um desenho de nossa aluna Maria Eduarda Peixe produzido no ano de 2009.

Parabéns a elas!

Confira abaixo as fotos da capa da revista, do evento, assim como a analogia da Rosane sobre Projeto...




A Experiência de Trabalhar com Projetos na Educação Infantil.







Analogias: Trabalhar com projetos significa assumir várias facetas.

Colocamos uma faixa vermelha.

Rambo: Assumir uma missão e traçar estratégias.

Quando trabalhamos com projetos almejamos cumprir nossa missão que é a de educar e desenvolver nossas crianças em sua totalidade e temos que ter sempre em mente esta nossa função para poder traçar os objetivos necessários ao sucesso de nossa missão.

Homem pré-histórico: Criar uma fogueira com apenas uma faísca e mantê-la acesa.

Para despertar o interesse nas crianças pelas aprendizagens o professor lança-lhes caminhos e possibilidades de escolha para uma aventura coletiva. E com elas embarca neste trajeto de buscas, descobertas e aprendizagens.

Vendedor de loteria: Convencer pessoas a sonharem o mesmo sonho e a acreditarem que se tornará real.

Para envolver outros adultos o professor precisa projetar seu sonho de modo que se torne um sonho de todos, outros profissionais, famílias, pessoas da comunidade e até pessoas que nem se conhece pessoalmente. Com as crianças não há problemas pois para elas viver é um sonho, uma brincadeira uma imaginação.

Flecha: Seguir sempre pra frente mesmo quando o puxam para trás.

É preciso coragem para inovar e persistência para acreditar nas próprias idéias, pois não são poucas as vezes que somos levianamente desencorajados a realizar.

Celular: Vibrar como as crianças diante das descobertas sem ter vergonha e em qualquer lugar.

O professor projetista aprende o tempo todo enquanto ensina, se envolve de corpo e alma nas atividades junto às crianças, não só como adulto educador, mas como cúmplice de suas descobertas e aprendizagens.

Fantasma: Ultrapassar paredes, muros e até fronteiras.

Os projetos precisam ganhar o  mundo, tanto para buscar como para levar conhecimento. Trabalhar com projetos significa articular o modo  de se ver a vida com o modo de viver a vida.

Finalizar: Puxa! Essa professora é uma artista mesmo. Ela olhou pra esse espaço sem vida, imaginou um jardim e agora ele está acontecendo. E eu não botava muita fé! Ela pediu pra eu demarcar os canteiros... e eu fui fazendo né! Mas a coisa foi ficando bonita e eu fui pensando. Puxa! Isso é o mesmo que pintar um quadro. A professora parece a pintora e eu me sinto o pincel certo escolhido para pintar parte desta obra.

E eu pensei: é seu Luiz um projeto é isso mesmo, uma idéia, vários artistas, um pincel certo pra cada coisa e uma obra-de-arte a ser contemplada no final.

Coordenadora Pedagógica
Rosa Mari dos Reis

Vencedora do Premio Arte na Escola em 2008 
com o  Projeto "Uma Pá de Descoberta",
 assim como projeto escolhido para ser publicado
 na Revista Experiências do Cotidiano na
Educação Infantil em Joinville 2009.






terça-feira, 13 de abril de 2010

Banner exposto na Feira do Livro

Banner construido com fotos do Projeto de Leitura..
 "Viaje nessa aventura descobrindo o prazer pela Leitura"

montagem de fotos

Projeto Cultural parceria com Krona Tubos e Conexões.

montagem de fotos

Parceria:


            Desde 2005 a Krona Tubos e Conexões acreditou nos projetos desenvolvidos no nosso CEI. De 2005 a 2009 patrocinou o Projeto de Música, no qual, as crianças uma vez na semana tinham aula de música com o professor Osmari. Em 2010 o Projeto de Música está sendo ministrado pela professora volante do CEI. A proposta para este ano foi o Projeto Cultural apresentado a Krona que apoiou esta idéia.


A educação Infantil visa proporcionar a criança um ambiente onde o acesso à cultura e lazer possa estar sendo estimulada. A criança nesta faixa etária (3 a 5 anos) aprende “através das relações que estabelecem com os objetos do conhecimento”. (Proposta Pedagógica da Educação Infantil p. 13)
A Educação Infantil é a primeira etapa da educação Básica. É nesta fase que a criança se desperta para aprender coisas novas por ser mais curiosa. Neste sentido é imprescindível possibilitar diversas práticas culturais para que a criança da Educação Infantil possa ampliar seu repertório onde demonstrará interesse pela cultura em todas as fases da sua vida.

OBJETIVOS:


• Ampliar o repertório cultural das crianças;

• Oportunizar o acesso a diversas formas de expressões culturais;

• Estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de seu grupo social e de outros grupos;

• Interessar-se e demonstrar curiosidade pelo mundo social e natural, formulando perguntas, imaginando soluções para compreendê-lo, manifestando opiniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e confrontando idéias;

• Despertar o interesse pelas diversas obras artísticas (regionais, nacionais ou internacionais) com as quais entrem em contato, ampliando seu conhecimento do mundo e da cultura.


            PASSEIO DO II PERÍODO (5 ANOS)
PROFESSORA SIMONE
AO MUSEU DO IMIGRANTE
26/03/2010

Objetivo do Passeio: Visitar o museu para observar como era a moradia e a tecnologia dos habitantes de Joinville na época da colonização para que as crianças façam uma relação com os dias atuais e percebam a evolução.
Obs: Projeto de estudo "Lugar onde vivo".




Projeto Corpo em Movimento.

           O Projeto Corpo em Movimento experienciado por quatro CEIs municipais -
Raio de Sol I, Alegria de Viver, Amandus Finder e Paraíso da Criança - propõe uma nova forma de conceber as aulas de Educação Física no espaço da Educação Infantil. Ela visa um trabalho que pautado na cultura da infância, propicia as crianças a liberdade criativa e imagética através da exploração dos movimentos de todo seu corpo.

           O Projeto está em processo de experimentação e de acomodação, pois ele envolve todos os profissionais que lidam com as crianças e suas concepções que muitas vezes ainda fragmentam as áreas do conhecimento. A Educação Física, denominada nesse novo contexto como Movimento, e que era compreendida como  responsabilidade tão somente do professor desta área, agora passa a ser responsabilidade de todos.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Metas da A.P.P.- Novos Espaços

Reorganizar os espaços externos da unidade, dando novas nuances e possibilidades de ação no ambiente, onde a criança possa brincar, se conhecer, estabelecer relações com o outro, se sentir integrada ao meio ambiente e instigada a fazer descobertas, aprendendo de forma significativa.


Metas da APP

Reorganizar os espaços externos da unidade, dando novas nuances e possibilidades de ação no ambiente, onde a criança possa brincar, se conhecer, estabelecer relações com o outro, se sentir integrada ao meio ambiente e instigada a fazer descobertas, aprendendo de forma significativa.